Dr. Wilson Morikawa Jr.

Neurocirurgião Especialista no
Tratamento da Hérnia de Disco Lombar

O que é hérnia de disco lombar?

A hérnia de disco lombar é uma condição em que o núcleo pulposo (o material gelatinoso no centro do disco) se projeta através de uma fissura ou rasgo no anel fibroso (o revestimento externo do disco) na região lombar da coluna vertebral. Isso pode pressionar ou irritar os nervos ao redor da coluna vertebral, causando dor e fraqueza nos membros inferiores.

Os dados americanos estimam que 12 milhões de americanos sofrem de problemas relacionados a degeneração discal e aproximadamente 300.000 pessoas serão submetidas ao tratamento cirúrgico.

Os discos intervertebrais são estruturas que amortecem as articulações entre as vértebras e permitem a flexibilidade da coluna vertebral. Com o tempo, sofrem desgaste e perdem sua elasticidade, o que aumenta o risco de desenvolvimento da hérnia. A hérnia de disco tende a acometer mais homens do que mulheres devido ao maior estresse mecânico relacionado as atividades diárias.

Os principais fatores de risco são: tabagismo, obesidade, sedentarismo, tempo prolongado dirigindo veículos, gestações prévias, atividades profissionais manuseando equipamentos pesados e/ou que exigem muita flexão ou rotação da coluna.

Os sintomas  incluem dor lombar, dor nas pernas, formigamento ou fraqueza nos membros inferiores. A dor pode ser agravada por atividades como se sentar, ficar de pé ou caminhar, e pode melhorar com repouso ou flexão da coluna. Em alguns casos,  pode causar espasmos musculares e dificuldade para controlar a bexiga.

O diagnóstico é feito com base nos sintomas e na história clínica do paciente. A partir da história clínica com o exame físico completo é possível identificar possíveis alterações compatíveis com  a hérnia de disco.

O uso de exames de imagem, como raio-x, ressonância magnética ou tomografia computadorizada, são essenciais para o diagnóstico, porém é necessário a confirmação clínico-radiológica para diferenciar de possíveis diagnósticos diferenciais (diferenciar doenças que possam se assemelhar ao quadro clínico da hernia de disco). Não é incomum a presença de uma pequena alteração do disco que não seja compatível com o quadro clínico do paciente e por isso é importante a avaliação de um neurocirurgião especializado ou médico especializado para confirmar o diagnóstico e indicar o correto tratamento.

O tratamento começa com medidas conservadoras, como analgésicos, anti-inflamatórios, fisioterapia e modificações no estilo de vida, como perda de peso e exercícios para fortalecer a coluna vertebral. Se essas medidas não forem eficazes, pode ser necessário recorrer a procedimentos cirúrgicos, como infiltrações da coluna para controle da resposta inflamatória e microdiscectomia ou cirurgia endoscópica da coluna, para remover o material herniado e aliviar a pressão sobre os nervos.


Em geral, a hérnia de disco lombar é uma condição com boa resposta ao tratamento conservador. Entretanto, quando necessária a abordagem cirúrgica é muito efetiva para a melhora dos sintomas e para a descompressão do nervo. É importante seguir as orientações do médico e fazer mudanças no estilo de vida para prevenir recaídas e melhorar a qualidade de vida.

O tratamento é na maioria dos casos conservador com terapia medicamentosa e fisioterapia, em menos de 10% dos casos será necessário um procedimento cirúrgico. Os protocolos sugerem que a maioria dos pacientes com dor ciática ou dor característica de compressão de um nervo e que seja diagnosticado em exame de imagem uma hérnia de disco, seja proposto o tratamento conservador. Em geral a indicação de um procedimento cirúrgico ocorre naqueles pacientes que mantem dor refratária ao tratamento conservador por mais de 3 semanas, ou os que apresentam algum sinal de gravidade como déficit motor ou síndrome da cauda equina.

Atualmente, com o avanço das técnicas cirurgicas, são realizadas cirurgias minimamente invasivas para o tratamento da hérnia de disco promovendo retorno precoce para as atividades diárias e mais segurança durante o procedimento.

demonstra o que é a hérnia de disco e os tipos de hérnia
o que é a hérnia de disco?
hérnia de disco lombar
coluna lombar em perfil
Dr. Wilson Morikawa Jr.

Dr. Wilson Morikawa Jr.

Médico formado pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo com residência médica em Neurocirurgia na Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo e especialização em Neurocirurgia Funcional, voltado no tratamento de Distúrbios do Movimento (como na Doença de Parkinson, Distonia e Tremor Essêncial), tratamento da Dor Crônica e Espasticidade.

Agende sua Consulta

Agende pelo WhatsApp ou em nosso site.

Agendar Consulta
1